Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

14 de Março: Dia Nacional dos Animais

08/03/2017
Compartilhar:
Reprodução internet

O Dia dos Animais, 14 de março, é uma data comemorativa reservada para os bichinhos. É ótima época para repensarmos em nossas atitudes sobre o meio ambiente e preservação da natureza, uma vez que os animais selvagens dependem de seu bom andamento para sobreviverem. E, claro, repensarmos no abandono e maus tratos de tantos animais que estão espalhados pelos quatro cantos do país.

Sempre lutando pela nobre missão de amor aos animais, o Projeto Anjinhos da Rua, localizado em Peruíbe, possui mais de 600 mil metros quadrados especialmente para abrigar, cuidar e dar amor aos animais que foram abandonados e maltratados. São mais de 1100 animais de todas as raças e espécies, cuidados por profissionais que têm um único objetivo: nunca, jamais realizar a prática da eutanásia.  

Sem receber ajuda nenhuma do governo, a ação tem enorme gratidão aos patrocinadores que fazem questão de lutar juntos: são eles a Mercator Logística Aduaneira, uma empresa prestadora de serviços na área de despacho aduaneiro de exportação e importação, a DTC Trading Company, a marca da diversão que comercializa os mais variados brinquedos, inclusive um deles carrega o nome do Projeto Anjinhos da Rua e tem parte das vendas revertidas para a instituição, o Hotel Três Marias que aceita a estadia de todo e qualquer animal e o Praia Bar, ambos localizados em Peruíbe e com renda revertida para o projeto.

Aproveite o Dia Nacional dos Animais e repense sobre o que você tem feito para acabar com o abandono! 


O projeto

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que só no Brasil existam mais de 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. E esses números crescem a cada segundo.  Maltratar animais de qualquer espécie é considerado CRIME AMBIENTAL, segundo prevê o art. 32 da Lei n° 9.605, com pena de detenção de três meses a um ano de multa. Mas na realidade sabemos que não funciona como deveria! 

Com todo o amor e aspiração pela proteção animal, o Projeto Anjinhos da Rua é uma organização sem fins lucrativos e a maior iniciativa privatizada do mundo, criada e mantida financeiramente em 2006 pela família Machado. Localizado em Peruíbe, litoral sul de São Paulo, possui uma área de 480mil m² de muita energia positiva e dedicação pelo bem estar de animais abandonados e/ou maltratados. 

São abrigados mais de 1100 animais de toda espécie sem distinção e atendimento gratuito para a população que não tem condições de tratar os animais da maneira como merecem. Há mais de dez em ação, o projeto foi reconhecido como entidade oficial e, hoje, tornou-se entidade de utilidade publica reconhecido. O próximo passo é transforma-se numa fundação. Todos os documentos contam com dispositivos legais reguladores de atividades de entidade (estatuto e alvarás). Além, claro, de possuir departamento de comunicação, marketing e jurídico próprios. 

Possuem os melhores equipamentos, excelentes profissionais, os mais adequados medicamentos, laboratórios para exames, alas para internação, espaço para banho e tosa e parceria de mantenedores apaixonados pelo cuidado e bem estar animal.

A missão da ação é ajudar e proteger animais de todas as espécies e raças em situações de risco, vitimas de maus tratos, abandono ou abuso, dando-lhes tratamento veterinário e adequação de condições e melhor qualidade de vida. 

Anjinhos da Rua também realiza trabalhos de conscientização social através de campanhas para reduzir o número desses animais abandonados e a importância da castração. 

Pensando na preservação do meio ambiente, o local também possui um sistema biodigestor comandado pelo biólogo do projeto. A produção do biogás é feita com reatores químicos que onde ocorrem as reações anaeróbicas, ou seja, sem a presença de oxigênio. As bactérias produzem energia a partir da decomposição das fezes dos animais, consequentemente liberando o biogás da reação. 

Para um futuro tão próximo, um programa ambicioso está sendo moldado: amparo de crianças e idosos abandonados. 

A seriedade do Projeto Anjinhos da Rua se resume na seguinte frase: “Nós acreditamos em Deus e podemos fazer um mundo melhor!”. Por motivos de filosofia e religião, a única ação exterminada do projeto é cometer eutanásia, isso jamais acontecerá com qualquer ser que vive no projeto. 

www.projetosanjinhosdarua.com.br