Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Bocha, esgrima e aula de zumba na programação da Serra Serata

29/09/2017
Compartilhar:
Foto divulgação

A Serra Serata 2017 traz como novidade na programação a apresentação de bocha e a esgrima, esportes tradicionais na cultura italiana neste fim de semana. A ideia é apresentar ao público a relação entre as modalidades e o país europeu –  referência mundial nas duas atividades. Além disso, acontece um aulão de zumba para ajudar a campanha Ame Francisco. Todas as atividades acontecem no Palácio de Cristal.

“Por determinação do prefeito Bernardo Rossi, o esporte está presente nos principais eventos da cidade. Assim como aconteceu na Bauernfest e no Bunka-sai, vamos unir a prática esportiva com a cultura do país. A bocha e a esgrima são esportes em que a Itália tem uma enorme tradição”, explica o superintendente de Esportes da cidade, Hingo Hammes.

Os atletas de bocha adaptada farão uma apresentação no sábado, a partir das 9h. O esporte consiste no lançamento de bolas coloridas e vence o jogador que alcançar o maior número de bolas próximas à bola branca, que funciona como uma referência. São quatro categorias, divididas de acordo com a limitação dos atletas.

“Nossa equipe existe há mais de 10 anos e essa apresentação é importante para quem não conhece sobre a bocha. Jogamos diversos campeonatos regionais, sempre representando a nossa cidade. Graças a uma parceria com a prefeitura, estamos treinamento regularmente desde o início do ano. Isso tem feito toda a diferença”, explica Marcelo Corrêa, professor da equipe.

No domingo (1º.10), às 9h, acontece a apresentação da esgrima. A cidade tem um centro de treinamento instalado no Sport Club Magnólia. Recentemente, a cidade recebeu pela primeira vez uma etapa do torneio estadual da modalidade.

 “Conseguimos bons resultados na etapa: dois títulos no feminino, no florete e espada, e pódio em todas as categorias masculinas. Isso mostra o potencial da cidade na modalidade. A apresentação é importante para mostrar um pouco mais como funciona as regras do esporte”, explica Guilherme Giffoni, treinador do Magnólia.

No mesmo dia, às 10h, acontece um aulão de zumba em apoio a campanha Ame Francisco. As doações podem ser de R$ 10, de forma antecipada, ou na hora da aula de R$ 15. O pequeno Francisco Martins Campeão Garrido é portador de Atrofia Muscular espinhal (AME) uma doença degenerativa, rara e fatal, que atinge os neurônios motores e causa a paralisia de todos os músculos.

“Acredito muito na solidariedade do povo petropolitano. O aulão representa muito mais que apenas a atividade física. Colocamos em um evento muito tradicional justamente para atrairmos mais pessoas”, explica Hingo.