Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Cidade terá programa de saúde do homem

03/11/2017
Compartilhar:
Reprodução Internet

A Prefeitura inicia o mês de novembro assumindo o desafio de incentivar os homens a buscarem a rede de atenção básica para ações preventivas e de promoção da saúde. O município está lançando o “Programa do Homem” que segue as diretrizes da Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH). O foco do programa será nas atividades que estimulem a realização das consultas e exames de rotina, além da prevenção de doenças e o bem-estar físico e mental masculino.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, explicou que a rede de atenção básica aproveita o Novembro Azul, que é um movimento internacional dedicado à conscientização sobre o câncer de próstata, para fortalecer as ações direcionadas aos homens, abordando os cuidados integrais do público masculino.

“Culturalmente, os homens pouco procuram as unidades de saúde para ações preventivas de rotina e, assim, não participam das ações de autocuidado. Além disso, eles demoram para procurar assistência quando têm algum sintoma, permitindo o agravamento das doenças”, alerta Silmar Fortes.

O município trabalha para criar as estatísticas de atendimentos e procedimentos para traçar as estratégias de ampliação da assistência. A superintendente de Atenção à Saúde, Fabíola Heck afirma que a integração entre os serviços está sendo de suma importância para criar as ações preventivas.

“Estamos partindo do zero, levantando todos os dados de atendimento, procedimentos e consultas. Nossas equipes de Estratégia de Saúde da Família estão trabalhando para realizar essa busca ativa nas comunidades e aproximando os homens das unidades de saúde, uma vez que, considerando os padrões sociais e culturais do nosso país, o homem não tem aproximação com o cuidado e autocuidado”, explicou.

As ações serão executadas pelas unidades de saúde ao longo do mês e irão alertar sobre questões como o cuidado em saúde bucal, adoção de hábitos saudáveis com prática de atividade física e alimentação saudável, hipertensão arterial e diabetes, imunização, realização de exames de rotina e do teste rápido para HIV, sífilis e hepatite.


Município trabalha para ampliar o número de consultas urológicas

A Prefeitura mantém convênio com duas clínicas credenciadas ao SUS que realizam as consultas e exames urológicos, dentre eles o de próstata. Mensalmente são oferecidas 50 vagas em cada unidade para os pacientes que passaram pela consulta inicial de um clínico geral junto a atenção básica. 

“Todo primeiro atendimento do homem é prestado inicialmente nos postos e unidades de saúde, onde são feitos os exames clínicos e laboratoriais de rotina. Caso os exames acusem alguma alteração, o paciente é encaminhado para especialidades médicas, como as cardiológicas, neurológicas, urológicas entre outras”, explica Fabíola Heck, superintendente de Atenção à Saúde.

O exame de próstata é indicado para homens a partir dos 50 anos e é realizado por um médico especializado no procedimento. Mas quando há histórico na família, o exame deve ser feito a partir dos 45 anos. No entanto, quando o paciente já teve câncer da próstata ou diagnóstico de hiperplasia benigna prostática, o exame de prevenção deve ser feito anualmente, independente da idade. Em casos cirúrgicos, o paciente é encaminhado ao Hospital Alcides Carneiro, que realizou neste ano 535 cirurgias urológicas, sendo 68 ontológicas, além de 1.072 consultas de pré-operatório.

“Estamos trabalhando para ampliar o acesso tanto de consultas, quanto exames e procedimentos. Vamos aproveitar o novembro azul para intensificar esse trabalho e estamos planejando realizar um mutirão de consultas e exames na última semana de novembro”, anuncia Silmar Fortes, secretário de Saúde.