Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Endocrinologista explica técnica que possibilita perda de até 10 kg por mês

29/05/2017
Compartilhar:

Na busca pela perda de peso, muitos homens e mulheres apostam em dietas milagrosas, que prometem aos seus adeptos um emagrecimento rápido, sem muito esforço. No entanto, além de proporcionarem resultados passageiros, algumas dessas propostas podem colocar em risco o bom funcionamento do organismo. Quem deseja emagrecer pode lançar mão de técnicas seguras, como o método Pronokal, feito com estrito controle médico.  

O Pronokal é uma técnica comprovada cientificamente, baseada em uma dieta proteinada. O tratamento é adaptado às necessidades de cada paciente, para que seja possível atingir uma perda de peso rápida e segura, com manutenção em longo prazo. O método é dividido em três etapas. Na primeira delas, o paciente faz uma dieta cetogênica de baixa caloria, com ingestão restrita de carboidrato. Em paralelo, são fornecidos produtos Pronokal de alto valor biológicos, que serão substituídos posteriormente por fonte animal. Nessa fase, o esperado é a perda de 80% do excesso de peso.  

“Ao se restringir a ingestão de carboidratos, a principal fonte de energia torna-se a gordura de reserva, através da formação de corpos cetônicos. Ou seja, o organismo passa a quebrar mais gordura para utilizar como fonte de energia. A perda de peso é bem superior à das dietas tradicionais. É esperada uma eliminação de 7 a 10 quilos por mês, com o benefício de queimar mais gordura e minimizar a perda de massa magra, ou seja, a musculatura”, comentou Érica Ferreira, endocrinologista da Clínica Maurício Baisch.   

Nas outras etapas, é feita a reintrodução progressiva de alimentos frescos, como frutas, cereais, leguminosas, tubérculos e gorduras. Ao longo de todo o processo, é necessário o uso de suplementação de nutrientes e minerais. Durante esse período, o paciente deverá perder os 20% restantes do excesso de peso. O método é seguro e, ao contrário de outras técnicas, não existe uma sobrecarga de proteínas, sem colocar em risco o sistema renal.  

A endocrinologista salienta ainda que o acompanhamento médico é primordial durante todo o tratamento. “A técnica começa com a coleta de dados, da história do paciente, além de exames clínicos detalhados, cálculo do peso ideal, pedido e avaliação de exames complementares. Em todo o processo, as consultas deverão ser periódicas. Além disso, o paciente só pode adquirir os produtos mediante prescrição médica, com o número de dias estipulados pelo endocrinologista”, afirmou. 


Tópicos: