Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Exposição Estadual do Rio de Janeiro de Mangalarga Machador no Parque Municipal

01/06/2017
Compartilhar:
Foto divulgação

Entre os dias 14 e 17 de junho, o Parque Municipal de Itaipava sediará a Exposição Estadual do Rio de Janeiro de cavalos Mangalarga Marchador, promovida pela Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM). A expectativa é de que mais de cinco mil pessoas visitem o parque nos quatro dias de evento.

A etapa estadual é o segundo maior evento do setor. “Essa é mais uma exposição de sucesso que movimenta o setor hoteleiro da região de Itaipava. Esse é um nicho que recebe a atenção da Secretaria de Desenvolvimento Econômico porque traz renda e movimento para a cidade, com reflexo grande no turismo”, apontou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

No ano passado, a exposição contou com 51 expositores, leilão, 294 animais julgados e recebeu cerca de cinco mil visitantes. Nesse ano, o leilão vai ocorrer na sexta-feira (16) às 18h.

“A expectativa é a melhor possível. O evento desperta o interesse de outros criadores e recebe muitos visitantes que são apaixonados pela raça. O Parque está muito bem cuidado e agradecemos o apoio da prefeitura”, afirmou Flávio Tavares Fernandes, presidente da Associação dos criadores do cavalo Mangalarga Marchador do Estado do Rio de Janeiro.

Artesanato e produção agrícola

Durante o evento, os visitantes poderão, ainda, visitar 15 barracas com produtos da agricultura familiar da região e com artesanato, disponibilizadas pelo Departamento de Agricultura. Um ponto de coleta de alimentos não perecíveis também será colocado no parque. A intenção, segundo o departamento é de que posteriormente, os alimentos sejam distribuídos para instituições beneficentes.

“A exposição confirma a importância de Petrópolis no calendário de eventos equestres. Nesse ano já tivemos as exposições de cavalos das raças pampa e campolina, com enorme sucesso de público”, disse o diretor do Departamento de Agricultura, Celso Albuquerque.

“Esse é um evento que traz turistas para Itaipava. Os hotéis estarão cheios e o parque receberá muitos visitantes. Deixar os produtos agrícolas a mostra para os visitantes será mais uma oportunidade de mostrar o potencial produtor da cidade e confirmar a vocação turística da região e também para receber eventos como esse”, apontou Marcelo Florêncio, assessor de marketing da Turispetro.

O esterco gerado durante o evento será distribuído para os agricultores familiares locais através das associações de produtores. “Um caminhão com esterco custa aproximadamente quinhentos reais. Em um evento como esse a expectativa é de conseguirmos cinco caminhões, ou seja, uma ajuda significativa para os produtores locais”, explicou Jarbas Braga, assessor técnico do departamento de Agricultura.