Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Família organiza bazar para ajudar filho com doença degenerativa

Por: Carolina Freitas
16/07/2017
Compartilhar:

A luta não pode parar. Francisco Martins Campeão Garrido, de um ano e cinco meses, foi diagnosticado com atrofia muscular tipo 1 (AME) quando tinha apenas seis meses de vida. A doença neurodegenerativa é letal quando não medicada e a expectativa de vida média para crianças dentro deste quadro é de, no máximo, dois anos. Sabendo disso, sua família tem feito tudo ao seu alcance para ajudá-lo. Eles desenvolveram uma campanha para arrecadar fundos para o tratamento e também estão organizando um bazar cujo faturamento será dedicado a ele. Para a alegria da família, as contribuições não param: em agosto uma banda petropolitana vai realizar um show em prol da causa e, nesta semana, o time do Flamengo doou uma camisa autografada pelos jogadores para que a mãe de Francisco possa rifá-la na Internet.

O bazar, que acontece das 15 às 23 horas no dia 22 de julho no Estúdio Aldeia, será constituído por doações de peças de roupa e calçados. O evento vai contar com a presença de três grupos musicais: Trincado Trio, Trio Dubrá e “Seus porcos imundos” e será aberto ao público, custando R$15,00 a entrada, que também será revertida à causa. Os interessados em contribuir com doações poderão deixá-las até o dia 20 deste mês no curso de inglês Wise Up, localizado na Rua Raul de Leoni, número 168, no Centro. Lembrando que no momento da entrega das doações é importante identificá-las como destinadas ao Francisco.

Heloísa Campeão, prima de Fábio, pai de Francisco, conta como surgiu o projeto: “Eu e meu marido tivemos a ideia de fazer o bazar porque nem todos têm condições de ajudar financeiramente com a campanha. Doar dinheiro acaba sendo mais complicado do que doar artigos que já não tenham mais utilidade para a pessoa. Espero que a partir de nossa iniciativa as pessoas se sensibilizem e façam doações bacanas para que outras se interessem e comprem. Assim, poderemos ajudar o Francisco”, explica ela.

Entenda melhor o caso

Francisco foi diagnosticado com atrofia muscular espinhal tipo 1 (AME), uma doença genética e degenerativa que atinge os neurônios motores e que, aos poucos, gera a paralisia dos músculos. Seu tratamento só é possível por meio do uso do medicamento Nusinersena/Spinraza, que ainda não é produzido no Brasil e cuja primeira dose custa R$478,5 mil, já com a inclusão dos impostos. Entretanto, para que a importação da substância possa ser feita, é preciso encomendar as cinco doses seguintes, visto que o intervalo entre elas é muito curto. Sendo assim, a família precisa de aproximadamente R$3 milhões para custear a primeira fase do tratamento.

Não sendo capazes de arcar com essa despesa, os pais de Francisco decidiram solicitar o medicamento ao Ministério da Saúde. Eles chegaram a conquistar o direito à tutela antecipada para sua aquisição, mas até hoje o SUS não disponibilizou o remédio. Estando cientes da luta contra o tempo em que se encontram, eles decidiram divulgar o caso de Francisco na Internet e torcer para que a história de seu filho mobilizasse o maior número de pessoas possível.

Corrente do bem

Até o momento já foram arrecadados R$480 mil para o seu tratamento, o suficiente para a primeira dose. E não para por aí, no dia 4 de agosto a banda petropolitana The Strangers vai realizar um show beneficente para arrecadar fundos para o pequeno Francisco. A apresentação vai acontecer no Centro de Cultura Raul de Leoni, localizado na Praça Visconde de Mauá, número 305, Centro. Os ingressos para o evento custam R$20 e começam a ser vendidos amanhã (17) no próprio Centro de Cultura. Todo o valor arrecadado será direcionado para a campanha.

Além disso, nesta semana, o time do Flamengo fez a doação de uma camiseta autografada pelos jogadores do clube para que ela seja rifada online. Alguns deles chegaram, inclusive, a postar vídeos em suas redes sociais para ajudar na mobilização. O objetivo é sensibilizar parentes, amigos e flamenguistas país afora a contribuir com a causa. A data do leilão ainda não foi definida.

Acompanhe e ajude esta causa

Os interessados em ajudar na campanha #AmeFrancisco podem fazer uma doação de qualquer quantia por meio das seguintes contas bancárias: Banco Itaú: Agência: 2799/ Conta Poupança: 06304/1/500, em nome de Francisco Martins Campeão Garrido, CPF: 082.274.931-90, ou pelo Banco do Brasil através de duas contas bancárias: Agência 4560-8/ Conta Poupança: 300/-X (variação 51), no mesmo nome e CPF, e Agência: 5067-9/ Conta corrente: 28054-2, em nome de Daniela Martins Bringel Garrido, CPF: 944.056.111-49.

A história do pequeno Francisco pode ser acompanhada na página do Facebook dedicada à Campanha Ame Francisco. Para mais informações sobre como ajudar, favor entrar em contato por meio dos telefones: (24) 98111-8556 e/ou (63) 98111- 0727 e falar com Flávio e Daniela, respectivamente.