Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Festival de Inverno recebe Ana Botafogo

12/07/2017
Compartilhar:
Foto divulgação

O Festival de Inverno de Petrópolis, principal atração da temporada na Cidade Imperial, prossegue neste fim de semana com imperdíveis e memoráveis espetáculos para os amantes da música. O evento promovido pelo Instituto Dell’Arte completa a sua 17ª edição com uma vasta programação espalhada pelos principais espaços culturais do Centro Histórico de Petrópolis.

A renomada internacional bailarina Ana Botafogo incrementa a agenda de sexta-feira, 14 de julho, no Theatro D. Pedro, às 15h30m, com um bate-papo sobre “Vida de Bailarina”. No mesmo dia, o som dos violões vai tomar conta do Museu Imperial com a apresentação da “Camerata de Violões”, tocando Suítes do Brasil, às 18h. E terminando a sexta-feira, uma homenagem ao cantor e compositor Gilberto Gil, com Mauro Senise Quarteto é o que espera o público em mais uma noite do “SESI Cristal Jazz”, às 20h30m, no Palácio de Cristal. Abrindo a noite do jazz, a banda petropolitana Toco de Graúna. Todos os eventos têm entrada franca. 

Para a “Campanha da Solidariedade”, ação social do evento, solicita ao público a doação de um alimento não perecível.

 O Instituto Dell’Arte promove o 17º Festival de Inverno de Petrópolis em parceria com a Prefeitura Municipal de Petrópolis, TurisPetro, Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Fundação CESGRANRIO e SESI e apoio da Escola de Música da UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro. O patrocínio é de Águas do Imperador e Corealização da Stretto e Ministério da Cultura – Governo Federal.

Ana Botafogo falando sobre a vida nas sapatilhas

A bailarina Ana Botafogo é considerada o mais importante nome da dança clássica brasileira. A talentosa e bem-sucedida artista que conquistou reconhecimento internacional é a Primeira Bailarina e Diretora Artística do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Iniciou sua carreira na França fazendo parte do Ballet de Marseille, de Roland Petit. Suas apresentações passam por vários países da Europa e das Américas do Norte, Central e do Sul. Como artista convidada dançou com importantes companhias: Saddler’s Wells Royal Ballet, Ballet Nacional de Cuba, Ballet da Ópera de Roma, entre outras.

Já recebeu muitos prêmios e homenagens no Brasil e no exterior. Entre seus títulos, o de Embaixadora da Cidade do Rio de Janeiro, de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro, Chevalier dans L’Ordre des Arts et des Lettres (Ministério da Cultura da França), Troféu Mambembe-1998, a Ordem do Mérito Cultural (Ministério da Cultura) na classe de “Comendador” e a Medalha Pedro Ernesto.

Na conversa da brilhante bailarina Ana Botafogo, em “Vida de Bailarina”, vai ser apresentada uma exposição sobre a trajetória de sua profissão, relatando as dificuldades, desafios e superações inerentes à arte. Durante a explanação, a bailarina procura mostrar que apesar da beleza lúdica e de toda a leveza que o público reconhece na arte do balé, existem renúncias e muito trabalho, com dores, suores e sacrifícios. Na ocasião, vídeos com entrevistas e seus importantes espetáculos ao longo de sua carreira pelo Brasil e pelo mundo vão poder ser apreciados pelo público. Ana Botafogo vai mostrar que o balé, apesar do sacrifício, sempre valerá a pena.

Um octeto de violões

A “Camerata de Violões” é formada por violonistas que também figuram no meio acadêmico como professores e pesquisadores da área musical. Ela é composta por Artur Gouvêa, Marco Lima, Adriano Furtado, Rogério Borda, Fábio Nin, Luciano Câmara, Valmyr de Oliveira e Eduardo Gatto. O grupo surgiu em 1996, no Rio de Janeiro. O primeiro CD, intitulado Camerata de Violões do Conservatório Brasileiro de Música, lançado em 2001 recebeu elogios da crítica especializada nacional e internacional. O segundo disco, batizado de Camerata de Violões, foi indicado em 2009 ao GRAMMY na categoria de Melhor Álbum Instrumental.

Com repertório basicamente dedicado à música brasileira, o grupo explora várias tendências musicais em diferentes períodos. Estão presentes autores como Ernesto Nazareth, Villa-Lobos, Rogério Borda e Hermeto Paschoal, incluindo obras atuais. Retratando a rica matriz brasileira, os músicos procuram valorizar o que é próprio da nossa miscigenada cultura.

Mauro Senise Quarteto em tributo a Gilberto Gil

O saxofonista Mauro Senise estudou flauta com Odette Ernest Dias e saxofone com Paulo Moura. Tocou e gravou com Hermeto Pascoal, Egberto Gismont, Wagner Tiso, Luiz Eça, Gilson Peranzzetta e Romero Lubambo. O timbre cristalino do saxofone alto de Mauro Senise foi aperfeiçoado com muitas horas diárias de estudo. Fez apresentações em importantes festivais, entre eles o Free Jazz e o Chivas Jazz.

Na apresentação do FIPET, Mauro Senise toca o álbum “Amor até o fim” com repertório inteiro de Gilberto Gil, em vários períodos da carreira do artista baiano. O saxofonista sobe o palco acompanhado por Gabriel Geszti (piano), Rodrigo Villa (contrabaixo) e Ricardo Costa (bateria). Distribuindo com um equilíbrio notável as canções e os instrumentos o grupo apresenta entre outras composições: Ladeira da Preguiça, Flora, Amor até o fim, Eu vim da Bahia e Refazenda.

 Banda Toco de Graúna, um show para todas as idades

Com repertório de clássicos do chorinho e versões atualizadas de choros e sambas, passando pelos lundus, polcas e maxixes antigos, fazendo um mix de rock, samba, pop e jazz, o espetáculo promete agradar variadas faixas etárias. A junção dos instrumentos resulta em um som inigualável da música instrumental. Laio Simas (cavaquinho), Gilson Verde (violão 7 cordas) e Pedro Gomes (percussão) são os integrantes da banda que vai aquecer a noite no Palácio de Cristal.


SERVIÇO

14  de julho, sexta-feira, 15h30m

Palestra: Vida de Bailarina, com Ana Botafogo

Local: Theatro D. Pedro

Praça dos Expedicionários, s/n - Centro

Tel: (24) 2235-3833

Capacidade: 510 lugares

Retirada dos ingressos 1h antes de cada espetáculo

Entrada franca

Acesso para deficientes

 

14 de julho, sexta-feira, 18h

Camerata de Violões

Suítes do Brasil

Local: Museu Imperial – Sala de Carruagens

 Rua da Imperatriz, 220 - Centro

Tel: (24) 2233-0300

Capacidade: 100 lugares

Entrada franca                          

Acesso para deficientes

14 de julho, sexta-feira, 20h30m

“SESI Cristal Jazz”

Mauro Senise Quarteto

Show: Mauro Senise toca Gilberto Gil

Banda de abertura: Toco de Graúna com Laio Simas

Local: Palácio de Cristal

Rua Alfredo Pachá, s/n - Centro

Tel: (24) 2247-3721

Capacidade: 250 lugares sentados

Entrada franca

Acesso para deficientes