Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Fim de Lula

Por: Bernardo Filho - Advogado e empresário
13/11/2017
Compartilhar:

Chego a uma conclusão que poderá assustar a alguns desavisados, que olham e acreditam em uma pesquisa há um ano da eleição. O desgaste da imagem de Lula não tem volta. Mesmo se falar a verdade daqui para frente não terá mais credibilidade e ninguém acreditará.

A peregrinação pelo Pais fracassou e foi abortada precocemente. O MST o abandonou, assim como o MTST (que agora está se acertando com o PSOL) sem esquecer o PCdoB aliado de primeira hora que terá candidato próprio (Manuela D’Avila) e o afastamento da CUT que já se faz sentir. A própria mídia favorável, como a Carta Capital, já jogou a toalha e está à beira da falência.

Como se diz sempre: “ Política é útero de verdades voláteis”, o jogo pode mudar, mas a seguir nesse ritmo, Lula virou página virada e a esquerda ficou órfã”: não trabalhou para criar um nome substitutivo e alternativo a Lula. Não tem hoje e não terá em 2018, e possivelmente nem em 2020.

O PT trabalha com a possibilidade de coligações com o PMDB em pelo menos 6 estados. Mas o PMDB não está disposto a perder Renan Calheiros e Eunício Oliveira estão fazendo uma aposta no escuro, mas são raposas velhas, não vão de forma alguma colocar todas suas fichas no jogo. No momento é uma preliminar, uma movimentação de peças sem grande importância. Para completar o quadro, a delação de Palocci poderá fazer um estrago ainda maior e levar estes aliados, não tão aliados assim, a também correrem da raia.

Não me canso de afirmar que pesquisas, há um ano do pleito, são apenas tendências facilmente manipuláveis e colocadas de acordo com interesses. Outro ponto interessante é que a antiga militância aguerrida e arrogante micou. Hoje se restringe a alguns poucos grupos Brasil afora. O dinheiro farto acabou e como tal não há como sustentar esta plêiade.

A “egocracia” de Lula não tem mais espaço. A esquerda assentada em um nome , não percebeu que Lula deixou de ser viável. Quem fala em polarização Lula x Bolsonaro, não sabe o que está falando (revista Veja da semana passada afirmou isto) já que o jogo está completamente aberto.

O fim de Lula: isso é o máximo que vai acontecer com Lula. Ele nunca será preso. É bom não se iludirem, ele enriqueceu muita gente preventivamente. Existe até uma torcida para que ele realmente venha candidato e seja enterrado nas urnas pelo voto popular.

Em Brasília, semana passada, já havia começado uma movimentação de bastidores, para a criação de uma lei que dê proteção a Temer depois do mandato e que favoreceria Lula e todos os ex-presidentes (Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma) de responderem a processos, uma imunidade vitalícia. Dirão alguns, isto é ilegal e imoral. Sim, quanto ao aspecto moral nada direi, pois é chover no molhado num País onde a moralidade não é o forte; quanto à legalidade, no entanto, com um Supremo fraco como temos, tudo é possível, até isto acontecer.