Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Flamengo busca escrever história diferente em Belo Horizonte, hoje

Por: Redação Esporte
27/09/2017
Compartilhar:
Reprodução Internet

Hoje sai o campeão da Copa do Brasil de 2017, Flamengo e Cruzeiro se enfrentam às 21h45 no Mineirão em Belo Horizonte. O jogo é uma repetição da decisão de 2003, ao menos no contexto, onde ambos também duelaram, com o rubro-negro levando para Minas o empate em 1 a 1 no Maracanã. Na ocasião os cariocas não resistiram, foram derrotados por 3 a 1 e ficaram com o vice-campeonato. 

Neste ano o time da Gávea (e do Ninho do Urubu), espera escrever uma história diferente. Para cumprir o objetivo, ao menos uma boa notícia, o atacante Éverton está 100% recuperado de sua lesão e confirmado para a partida de logo mais. 

Outros titulares, que para alguns torcedores já tem status de ídolos da atualidade, Guerrero e Diego terão a chance de conquistar o primeiro título de expressão nacional vestindo a camisa do Flamengo. Vale lembrar que o atacante peruano não participou do primeiro embate por estar suspenso.

O técnico Reinaldo Rueda ainda possui algumas dúvidas nas laterais, há a possibilidade de Miguel Trauco começar jogando, porém a possibilidade de entrar em campo com Rodinei na direita e Pará na esquerda, não está descartada pelo treinador.

O lado Cruzeirense também há incógnitas na lateral direita, Mano Menezes ainda não decidiu se joga com Lucas Romero ou Ezequiel. Certo mesmo será o desfalque de Rafael Sobis, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, para seu lugar está confirmado do nome de Raniel, que venceu a disputa com Arrascaeta para a posição.

Caso vença, o Flamengo chegará a sua 4ª conquista da Copa do Brasil, a 3ª neste século. Enquanto o Cruzeiro luta para se igualar ao Grêmio como o maior campeão do torneio com 5 títulos. O jogo promete muitas emoções na noite desta quarta-feira. O Mineirão, palco de jogo, poderá receber seu recorde de público desde que foi reformado para a Copa do Mundo, para isso precisa superar os 58.141 torcedores que assistiram a goleada da Alemanha por 7 a 1 sobre o Brasil em 2014.