Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Carnaval no Rio terá 31,8 mil banheiros móveis e 4,5 mil ambulantes

Por: Agência Brasil
26/01/2017
Compartilhar:
A expectativa é que 1,1 milhão de turistas viajem para a cidade no carnaval. (Foto: Mteixeira62/Wikimedia Commons)

A prefeitura do Rio de Janeiro apresentou hoje (26) o esquema operacional para o carnaval de rua deste ano. Serão 451 blocos que farão 578 desfiles pelas ruas da cidade. A expectativa da Empresa de Turismo do Rio de Janeiro (Riotur) é que 1,1 milhão de turistas venham para a cidade no carnaval, injetando cerca de R$ 3 bilhões na economia. A estimativa da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) é que a ocupação hoteleira na capital chegue a 80%.

A operação de trânsito contará com 900 agentes, entre controladores da Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio) e guardas municipais, com apoio de 60 carros e 50 motocicletas, que trabalharão para manter a fluidez do tráfego, coibir o estacionamento irregular, ordenar os cruzamentos e orientar os pedestres. Além disso, 30 reboques da CET-Rio estarão posicionados para imediata desobstrução das vias em caso de acidentes ou quebras de veículos nas rotas de desvio.

O diretor da CET-Rio, Joaquim Diniz, disse que a operação lembra uma “mini Olimpíada”, por causa da mobilização e dos recursos empenhados. Mais uma vez, a recomendação é que a população priorize o transporte público, principalmente trens e metrô, já que os ônibus também terão itinerários alterados por causa das interdições. O metrô terá esquema especial de funcionamento, a partir do dia 24 de fevereiro, quando começa a operar 24 horas por dia, inclusive, a linha 4, que liga a zona sul à Barra da Tijuca.

A Secretaria Municipal de Saúde vai reforçar a equipe para o atendimento pré-hospitalar nas áreas de maior concentração de público durante a programação do carnaval de rua na cidade. Quatro postos serão montados: dois no Centro, um em Copacabana e outro em Ipanema/Leblon. Os pontos de atendimento médico funcionarão nos dias de desfiles previstos no calendário oficial de blocos da cidade.

Ao todo, 210 profissionais de saúde, 70 deles médicos, estarão trabalhando durante o carnaval nos postos para atender os foliões. O esquema também contará com 76 ambulâncias, que terão 76 médicos e 76 enfermeiros dando suporte para o atendimento e auxiliando na remoção dos casos mais graves para hospitais da rede municipal de saúde. Essas transferências serão coordenadas pela Central de Regulação do município. A estrutura dos postos contará com 16 leitos, sendo quatro de suporte avançado; além de dez poltronas de hidratação.

O presidente da Riotur, Marcelo Alves, ressaltou que a preocupação é gerar conforto e informação para os foliões. Por isso, em locais onde desfilam grande blocos, a sinalização terá grande destaque.

Este ano, o carnaval de rua contará com 31,8 mil banheiros móveis, um aumento de 25% em relação a 2016. O número de ambulantes credenciados para atender aos foliões na venda de bebidas ao longo do percurso dos blocos é de 4,5 mil.

“Há uma união e uma sinergia entre todos os órgãos envolvidos para que a gente possa fazer um carnaval 2017 encantador. A logística de carnaval envolve tanta gente, é uma megaoperação que estamos montando e entregando para a cidade. O Rio de Janeiro está preparado e animado para abraçar os turistas do Brasil e do mundo”, disse o presidente da Riotur.