Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Falta acesso para ônibus em Cascatinha

Por: Redação Tribuna
07/04/2016
Compartilhar:
Foto Alexandre Carius

Os moradores da Estradado Cascatinha reclamam da falta de transporte público.Segundo eles, há, pelo menos, três meses o ônibus que faz a linha 500 Terminal Corrêas parou de fazer a rota que dá acesso ao Centro Histórico via Estrada da Saudade, devido a um muro que oferece riscos de queda.Um deslizamento de terras em fevereiro do ano passado comprometeu a estrutura de contenção do terreno particular.O proprietário alegou falta de condições financeiras para realizar a obra de reparo.O muro fica em uma curva próxima ao número 265, considerado um dos trechos mais perigosos da cidade, já apresenta a necessidade de reparo há um ano,porém por todo esse período os veículos de grande porte continuaram passando pela via. De acordo com a administradora Marlene Souza Oliveira, que mora na Estradado Carangola e utilizava o transporte diariamente, alinha 500 já não faz a rota há três meses. “É muito mais rápido passar por lá e  cortar o trânsito do Retiro.No entanto, o ônibus parou,mas os carros e caminhões continuam circulando pelo local. A prefeitura não faz licitação para trocar o muro ou mandar o proprietário realizar a obra”, diz. Dona Selma Preiciliano,que mora na Estrada do Cascatinha, contou que o coletivo está fazendo muita falta na comunidade. “Agora para ir na casa da minha irmã que mora no início do Carangola preciso ir a pé.Antes o ônibus parava na porta da minha casa, hoje está horrível”, fala. Segundo o proprietário do terreno, Marco Tadeu, o deslizamento de terras e a obstrução do muro aconteceram em 11 de fevereiro do ano passado. “Este muro já está condenado há muitos anos,mas eu já expliquei aos órgãos públicos que não tenho condições de arcar com os custos do reparo”, afirmou Marco,que tem como única renda o aluguel de dois imóveis.