Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Morre João Vollmer, massagista esportivo de Petrópolis

Por: Roberto Márcio
01/08/2017
Compartilhar:
Arquivo pessoal

O futebol de Petrópolis segue de luto. 

João Vollmer de 75 anos, morreu na noite do último sábado (29) no Hospital Clinico de Corrêas e deixou milhares de esportistas petropolitanos – em especial os futebolistas – atônitos. Afinal, até recentemente mantinha a sua rotina normal de trabalho na sala anexa à Liga Petropolitana de Desportos, no edifício Arcádia, no Centro de Petrópolis, como fazia há décadas.

Vollmer foi internado recentemente na UPA do Centro com problemas coronários. Recentemente, o massagista teve um infarto e foi para a unidade de saúde às pressas, e em seguida transferido para Corrêas, mas depois de enfrentar a batalha pela vida durante dias acabou não resistindo aos problemas no coração e veio a falecer. No sábado (29), os petropolitanos acordaram com a triste notícia. Ele foi enterrado no fim da manhã de domingo (29).

Flamenguista roxo, João era, sem dúvida, o massagista com maior tempo de atuação em Petrópolis. Há 50 anos, ele trabalhou em diversos clubes do município, fazendo parte também da seleção de Petrópolis bicampeã estadual 1968/1970. Era, até então, o único membro dessa comissão vivo.

Com o apelido de “Cachorrão”, João Vollmer tratou de contusões e da reabilitação de gerações de futebolistas da cidade. E, com sua simpatia, conquistou mentes e corações após muitos anos dedicados a profissão que tanto valorizou. A sua personalidade forte também era uma marca sua. A LPD e o Serrano decretaram luto oficial. Ele foi homenageado antes da partida entre Serrano e América, realizada no estádio Atílio Marotti.

A morte de Vollmer acontece a menos de uma semana de outro colega, com quem dividiu a rivalidade e o trabalho como massagista: Sebastião Delfino, o Tião, que trabalhou na década de 90 no Serrano.

A missa de sétimo dia será na sexta-feira (4) às 18h na igreja do Sagrado.