Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

O QUE EU DESEJO AOS MOTOCICLISTAS PARA ESTE NOVO ANO?

Por: Moisés Inocêncio (Barão)
21/12/2016
Compartilhar:

Certamente que todos vocês já ouviram que, para toda regra sempre há uma exceção.


Pois bem... 


Todo motorista profissional em seu exercício, sabe muito bem da grande responsabilidade que é conduzir um veículo como ferramenta de trabalho, independente de sua categoria. A Responsabilidade é a mesma, se transportando simples caixas de papelão a produtos inflamáveis, de alimentos a jovens estudantes. E tenho a certeza que estes profissionais não só sabem, como respeitam muito bem seus princípios, desde o momento em que se qualificaram para a ocupação, até estarem nas estradas no comando de seus volantes. Mas, como para toda regra há exceções... 


Todo policial ao vestir suas fardas, seja ele militar, civil ou federal,sabe muito bem da grande responsabilidade em manter a ordem e a segurança pública. E esta responsabilidade permanece nos mais diversos cenários, principalmente quando expostos a situações vulneráveis, como confrontos urbanos, desrespeito da sociedade,tentativas de subornos, etc. E tenho a certeza que estes policiais não só sabem, como respeitam muito bem seus princípios, desde o juramento diante nossa bandeira na academia de polícia, até seus expedientes nas ruas de nossas cidades. Mas, como para toda regra há exceções...


 Todo líder espiritual, seja ele padre, pastor, guru(...), sabe muito bem da grande responsabilidade que é conduzir seus fiéis. Não só conduzir, mas também influenciar positivamente uma sociedade pregando o bem, o que é certo, o que é ético. E ainda ter a sabedoria de se esquivar de situações escandalosas incitadas pelo ódio gratuito, pelos atos lascivos e pela podre ganância. E tenho a certeza que estes “representantes” de Deus não só sabem, como respeitam seus princípios, desde o despertar de suas vocações, até o cumprimento dos preceitos divinos em seus cultos e liturgias. Mas, como para toda regra há exceções... 


Todos os pais,simplesmente todos os dias, sabem muito bem da grande responsabilidade em criar seus filhos, seja um, dois, cinco, dez(...). Todos eles sabem que é preciso educa-los para que lá na frente eles tenham a certeza de que seus filhos aprenderam amar e respeitar o próximo, a serem honestos e íntegros, e saibam a dar valor às pessoas e não preço. E tenho a certeza que qualquer pai ou mãe não só saibam, mas respeitam muito bem seus princípios,desde a gestação do bebê, até a indescritível sensação de ouvir o tinir das chaves na porta, e saberem que suas “eternas crianças” estão voltando pra casa em paz. Mas, como para toda regra há exceções...


 E agora, quero falar com você, de motociclista para motociclista. 


Você percebeu que todas as vezes que citei sobre a existência de exceções, seus pensamentos já encarregaram de te lembrar de alguns mais exemplos sem precisar que eu falasse sobre eles? Isto porque quando focamos nas coisas boas e certas, conseguimos facilmente identificar o que é errado, o que é maléfico, o que é insalubre, o que é vergonhoso, o que é perigoso para nossas vidas. 


Portanto, nós motociclistas sabemos muito bem que além da gostosa sensação de liberdade sobre duas rodas, também temos nossos deveres. Deveres de usarmos os devidos e adequados equipamentos de proteção, de respeitarmos os limites de velocidades, de sermos gentis com todas as pessoas, de cumprirmos comas leis e normas de trânsito, de lembrar que no trânsito somos todos iguais, etc. etc, e etc. Deveres estes que quando cumpridos nos tornam melhores motociclistas. 


Então, além de saúde, paz e prosperidade, o que desejo à você, amigo motociclista, é que neste ano vindouro, definitivamente... VOCÊ NÃO SEJA A EXCEÇÃO. 


Feliz natal e feliz ano novo! 


Deus te abençoe.  


Veja o blog de moto pelo inteRior.

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Jornal Tribuna de Petrópolis.