Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

O que você acha da eleição de Bernardo?

Por: Rogerio Tosta
01/11/2016
Compartilhar:
Jornalista Rogerio Tosta

Esta foi a pergunta feita a mim ontem (30/10) e hoje (31/10) pela manhã e a minha resposta, inicialmente é que o resultado já era esperado, pois havia um sentimento de mudança muito grande, com pessoas que votaram no Rubens Bomtempo nos últimos pleitos e agora desejavam uma mudança de governo.

Porém, olhando apenas os números, a conclusão é que nenhum dos dois candidatos representa a vontade popular que seria por mudança. A abstenção, isto é, eleitores que não compareceram para votar foi de 66.275 (27,09%), os votos nulos foi 21.401 (12%) e brancos 6.356 (3,56%), que somados dão um total de 94.032.

Portanto, os votos nulos, brancos e abstenções são superiores à votação individual dos candidatos: Rossi (79.296) e Bomtempo (71.320). Vale ressaltar ainda que, no primeiro turno, somando os votos nulos, brancos e abstenções temos um total de 94.441 votos perdidos. E, olhando a soma dos três nos dois turnos fica claro que o número de pessoas votando aumentou, o que me levar a crer que a opção foi de fato por mudança.

No entanto, outro dado chama atenção: no primeiro turno, Bernardo conquistou 68.420 votos e Rubens Bomtempo 63.402 votos, sendo que a diferença entre eles foi de 5.018 e no segundo turno está diferença foi de 7.976 votos, um crescimento de 2.958 votos. Analisando apenas os números, sem paixões políticas, fica claro que houve uma rejeição a reeleição de Bomtempo.

Na manhã do dia 30 de outubro, um amigo, me deu carona e contou que havia anulado o voto pela primeira vez. Decisão tomada, na véspera da eleição, depois de ouvir o relato de uma pessoa que ficou sem casa, mesmo sendo vítima de tragédia e sendo cadastrada na Prefeitura. Este meu amigo, no primeiro turno como em pleitos anteriores, votou no Bomtempo. Após ouvir o relato, tomou a decisão de anular o voto.

Este é apenas um exemplo de muitos que deixaram de votar em Bomtempo e Rossi com uma variedade de argumentos e posicionamentos que tornou difícil uma análise antecipada do resultado da eleição. É lógico que os cabos eleitores de ambos os candidatos davam como certa a vitória de um e de outro, mas grande número de eleitores decidiu mesmo no último momento.

Veja mais no blog www.rogeriotosta.com

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Jornal Tribuna de Petrópolis.