Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Papo de pescador

Por: Afonso – Pescaria dos Amigos
13/01/2017
Compartilhar:

Bom dia à turma da pesca e leitores da nossa Tribuna de Petrópolis. Como foi a semana? Espero que tenham passado bem.

Tenho tido um retorno muito grande e desde já queria agradecer aos leitores. Sinto-me muito honrado em fazer parte de alguns minutos do seu dia. Tenho recebido frequentes perguntas sobre os pontos de pesca em nossa região: onde ficam? Como chegar? Que peixe pescar? Que tipo de isca usar?

Por este motivo, hoje vamos falar de alguns lugares extraordinários que podemos explorar bem perto de nossa cidade, com boa incidência de peixes e belos visuais, para que possam levar seus filhos e amigos para pescar.

Temos em nogueira um lugar bem bonito, arborizado, sossegado... e um lago perfeito para quem quer levar as crianças para iniciar no mundo da pesca. Temos no lago alguns peixes como carpas e bagres, além de um número bastante elevado de tilápias. A principal isca utilizada no local é a ração, podendo ser usadas também massinha (base de farinha de trigo e água), minhoca e milho, dentre outras. O ambiente é limpo, sem mato e agradável, um excelente lugar para as crianças terem seu primeiro contato com a pesca.

Por incrível que pareça, descendo nosso rio Piabanha, à partir da posse, existem alguns trechos bastante piscosos. Há incidência de grande bagres, lambarís, traíras, sardinhas, piabas, sarapós, muçuns, piaus, mandís, acarás  e outros. É um rio bastante farto, apesar da poluição, que vem diminuindo ao longo do tempo. A isca mais usada é a minhoca, que atende a pescaria de quase todos os peixes dessa região.

Temos a “Represa de São José”, velha conhecida dos pescadores antigos. Apesar de estar bastante assoreada, tem também uma boa variedade de peixes, muito parecida com as espécies encontradas no Piabanha. É possível o acesso pela cidade de Areal, ou pela caminho que vai à São José. No passado, os relatos de pesca de piaus eram diários, com exemplares que chegavam aos 5 kg. Isca mais usada para essa pesca é abacate ou lacral, uma pequena lagarta encontrada na água em lugares rasos e de pedra.

Outro local bastante conhecido dos pescadores da região é a Fazenda piracema, cortada pelo rio Paraibuna, aos arredores da Cidade de Três Rios. O rio Paraibuna, é bastante procurado para pesca em toda a sua extensão, porém, nesta localidade há relatos de fisgadas de grande dourados, dentre outros peixes que estão presentes em abundância naquela região, além de um belo visual e local delicioso para um banho de rio. Eu mesmo tive o prazer de fisgar um exemplar de Dourado, uma fêmea de 10,5KG que foi fotografada e devidamente devolvida à água, mas essa história fica para uma próxima conversa.

Estas são algumas dicas e locais para pesca aos arredores de nossa cidade. Espero que tenha ajudado a todos a curtir um pouco das belezas da nossa região. Lembrando a todos, que usem esses locais, mas que cuidem dos mesmos para que outros pescadores possam explorar no futuro. Vamos preservar.

Forte abraço!

Veja mais no blog AQUI.

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Jornal Tribuna de Petrópolis.