Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Pausa para o Café . Você confia nos seus números?

Por: Luiz Fernando Bastos
07/08/2017
Compartilhar:

Temos acompanhado as informações de que existe um déficit orçamentário nas finanças do governo. As contas do que gastam e arrecadam não fecham. Daí, recentemente, a decisão de aumentarem impostos. No governo, as medidas viáveis para o equilíbrio das contas são um pouco diferentes do nosso dia a dia nas empresas, visto a imposição de que façamos a cobertura de sua ineficiência financeira.

Citei esse exemplo, para refletir sobre a seguinte questão: Você realmente confia nos seus números?

Como não somos o governo, mas temos a gestão dos negócios, é sensato que existam controles confiáveis de nossos números, das receitas e despesas, de nossas vendas e principalmente de nossas margens. Todos os negócios que fecharam por dificuldades financeiras começaram em determinado momento de seus números a apresentar déficit, que não foram tratados com a atenção e prioridade que mereciam. É muito comum empresários experientes considerarem em suas análises o quanto venderam, e não o quanto lucraram na operação. Esse erro é determinante para as questões levantadas acima.

Seus números necessitam serem precisos e, além disso, merecedores de confiança para tomadas de decisões, cortes ou investimentos. É preciso haver disciplina na condução destes dados. Como Gestor e Consultor encontrei empresas com sistemas complexos e que demandaram altos investimentos, incompatíveis com a realidade do negócio. Em outras, a gestão ainda se faz com cadernos. É necessário que existam sistemas e planilhas que gerem relatórios que mostrem a evolução de números e orçamentos para serem fielmente acompanhados. A questão aqui, porém, é focar na disciplina e naquilo que está ao seu alcance para ser feito.

Quando os números não fecham, precisa-se recorrer a bancos e renegociar o pagamento de fornecedores. Nesta situação, não existe caixa que permita diversificar investimentos ou propiciar bens aos sócios. Este é o momento de acender a luz vermelha e reavaliar o negócio. Rever custos, estoque, mercado, entre outros. Buscar conhecimento com outros empresários de confiança ou em Consultorias especializadas.

Fique atento e respeite o que os números estão demonstrando.

Veja mais no blog Gestão de Negócios

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Jornal Tribuna de Petrópolis.