Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Petrópolis Cidade hospitaleira!

Por: Fernando Costa Advogado e jornalista
12/04/2017
Compartilhar:

Causa alegria sair pelas ruas da cidade principalmente às imediações do Centro Histórico seja qual dia for, há sempre ônibus de excursão, vans e inúmeros automóveis visitantes e, se feriado nacional ou municipal essa população triplica e as filas às visitas aos locais turísticos são numerosos, o que é bom porque movimenta os hotéis e pousadas. O comércio do vestuário e de gastronomia reaviva. É bom para todos. Claro que o trânsito precisa melhor organização.

 O Governo Municipal em poucos meses demonstrou boa vontade e competência em solucionar a urbanização, proteção das encostas, limpeza do rio e bueiros. Em 16 de março último, o Bispo Diocesano Dom Gregório Paixão durante a Homilia exaltou a memória e a história petropolitana na presença do Prefeito Bernardo Rossi e Secretariado ao ensejo das celebrações do aniversário da cidade. Disse nosso Bispo: “eu perguntei a diversos paroquianos o que pediriam ao prefeito e a maioria respondeu: “saúde e educação.” E eu completo que Petrópolis volte a ser a Cidade das Hortênsias!” 

No discurso junto ao Monumento do Major Frederico Köeler o prefeito municipal confirmou que esse desejo será atendido! É agradável uma cidade limpa, higienizada, bem cuidada. Ontem pude constatar esse amor que o visitante nutre por nossa terra. Ela é um celeiro de cultura, história e arte. A Imperial Cidade de Petrópolis vestiu traje de gala para receber queridos amigos da Cidade de Ubá, Minas Gerais. Dezoito pessoas sob a coordenação da Advogada e professora Maria imaculada Poggiali Gasparoni e Oliveira. Esse grupo formado também por pelas senhoras Aparecida Brum, Ivone, Lúcia, Wanda, Dodora-Maria Auxiliadora, Maria das Graças, Alzira, Ilza Maria, Salva, Dalva, Therezinha, Isabel, Maria Cristina, Eliene, Marli, Geisa, Celina e Rogério. É o “Jovem Master do Tabajara Esporte Clube”. Depois da recepção de praxe seguiram para o Sarau Imperial realizado nos Salões do Museu Imperial de Petrópolis e à noite se realizou o baile realizado no Cremerie aos acordes do conhecido organista Márcio Alves. 

Ainda na tarde sábado visitaram os pontos turísticos com destaque para o Trono de Fátima, Museu Imperial e Palácio Rio Negro. Passaram pelo Palácio de Cristal, Avenida Köeler, Palácio Quitandinha e tantos mais. Na manhã de domingo às 11h30 assistiram à Santa Missa presidida pelo Pároco Ubaense Padre Adenilson Silva de quem receberam bênçãos e homenagens. Às 13h, seguiram rumo ao Hotel Bragança onde lhes aguardavam os historiadores, escritores e poetas Fernando Costa e Paulo Cesar dos Santos que lhes proporcionaram especial tarde de autógrafos da recente obra da lavra de ambos:  “Encontro Poético” essa em segunda edição com publicação prevista para Portugal e demais Países Lusófonos. 

O grupo foi alvejado pelo amor e o carinho dos petropolitanos em meio às flores que foram oferecidas. Os visitantes também comparecem para assistir o espetáculo de som e luz, peças teatrais, tertúlias literárias, concertos, festivais de inverno /verão, exposições, Festa do Colono com variada programação, festa Italiana, japonesa, festivais de cerveja, visitas à Cerâmica Luiz Salvador, orquidários exposições de arte, floriculturas dentre outros, enfim, caminhar pelo maior shopping a céu aberto do mundo aqui existente. Os restaurantes petropolitanos são famosos. Conheço muitos que visitam Petrópolis e a elegem para viver simplesmente atraídos pelo aroma da serra que tanta beleza encerra.