Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Petrópolis pode ser modelo mundial de prevenção de desastres

06/07/2017
Compartilhar:
Foto: Reprodução Internet

Petrópolis foi selecionada na última terça-feira (04) pela Organização das Nações Unidas (ONU) como cidade com potencial de se transformar em modelo mundial para redução de riscos de desastres. O órgão indicou 50 municípios nas Américas, sendo seis no Brasil e apenas uma no Rio de Janeiro, que é a cidade de Petrópolis. A indicação contou com o apoio da Secretaria de Estado de Defesa Civil. Nas próximas semanas, a ONU vai determinar uma série de metas a serem cumpridas pelas cidades.

O prefeito Bernardo Rossi comemorou a indicação e lembrou que seu primeiro ato ao assumir o governo foi na Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, inaugurando a Sala de Cooperação do órgão.

“A prevenção de desastres é prioridade no nosso governo. Meu primeiro ato como prefeito, ainda no domingo da posse, foi inaugurar a Sala de Cooperação da Defesa Civil. A indicação da ONU mostra que estamos no caminho certo”, disse o prefeito.  

O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, destacou que a indicação mostra que a cidade está no caminho certo pensando na prevenção. A ONU já havia destacado a campanha “Xô Mosquito” em abril, durante o evento mundial da redução de riscos de desastres que aconteceu em Cancún, no México.


“Apesar de pouco tempo de trabalho, já estamos colhendo resultados expressivos do primeiro semestre. Com o foco na prevenção, tivemos o trabalho cientifico sobre a campanha ‘Xô Mosquito’ aprovado por um júri internacional da ONU para apresentação na plataforma global de redução de riscos de desastres das Nações Unidas no México. Ganhamos também o prêmio Sasakawa - a maior distinção do mundo para ações de Defesa Civil concedida pela ONU - pelos resultados obtidos no projeto Gides/Jica com os japoneses. Agora conquistamos mais esse grande reconhecimento, estando entre as principais cidades do mundo com potencial de se transformar em cidade modelo da ONU para redução de riscos de desastres”, destaca Paulo Renato.

O promotor da ONU no Brasil, Sidnei Furtado, frisou que a cidade é uma referência não apenas para o Rio de Janeiro, mas para todo o Brasil. “Petrópolis reúne todas as condições de se tornar uma cidade modelo na redução de riscos de desastres em todo o mundo”, disse.

O secretário de Defesa Civil ainda destaca que, dessa maneira, o mundo passa a olhar para Petrópolis de uma outra maneira. “Petrópolis vai deixar de ser conhecida pelos desastres, para passar a ser um modelo de redução de riscos de desastres. Essa mudança é fundamental e vai trazer inúmeros benefícios para a cidade no futuro”, afirma o coronel Paulo Renato.


Veja Também

Europa: 24,6 mil crianças refugiadas em risco de transtornos mentais, alerta...

Cerca de 75 mil refugiados e migrantes, entre eles aproximadamente 24,6 mil crianças, na Grécia, na Bulgária, na Hungria e nos Balcãs estão em... Leia mais >>

ONG denuncia à ONU violação de direitos humanos contra jovens e negros no...

A Organização Não Governamental (ONG) Justiça Global apresentou denúncia à Relatoria de Execuções Extrajudiciais Sumárias e Arbitrárias da... Leia mais >>

No Dia Mundial da Água, ONU critica desperdício e pede ações de...

A previsão da Organização das Nações Unidas (ONU) é que, até 2030, a demanda por água no mundo aumente em 50%. Ao mesmo tempo, mais de 80% do... Leia mais >>

Defesa Civil destaca necessidade de ações preventivas contra desastres

O secretário municipal de Defesa Civil, Paulo Renato Vaz, ao apresentar o Plano Municipal de Contingência, na tarde de ontem, no Theatro D. Pedro,... Leia mais >>