Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Sala Antonio Callado recebe 500 novos títulos

25/08/2017
Compartilhar:
Divulgação

“O Código Shakespeare”, de Virginia Fellows; “A Vizinha”, de Bárbara Delinski e “Além da escuridão”, de Hilary Mantel. Esses são alguns títulos doados pelo Instituto Oldemburg, por intermédio do projeto “Alegria de Ler”, para compor a Sala de Leitura Antonio Callado, que será inaugurada quinta-feira (31.08),  às 14h, na Casa da Educação.

O evento faz parte da programação da Flisi – Festa Literária da Serra Imperial. O projeto Alegria de Ler prevê a inauguração de cinco salas de leitura em escolas da rede municipal, incluindo a da Casa da Educação Visconde de Mauá. A Casa recebeu mil títulos, sendo 200 títulos duplicados de vários segmentos literários e 300 duplicados de literatura clássica e contemporânea.

“Com o reforço, a Casa da Educação passou a contar com três mil livros. É muito gratificante ver os alunos que participam de atividades na Casa utilizando esse espaço para empréstimo de livros e pesquisa. É uma alegria muito grande participar de um momento tão importante para a Casa da Educação. Agradeço ao Instituto Oldemburg pela iniciativa. Só através da educação podemos transformar a sociedade e a leitura é uma parte importante nesse processo”, disse o secretário de Educação, Anderson Juliano.

A intenção é de que esses livros possam ser fonte de pesquisa para toda a sociedade. “Nesse primeiro momento estamos cadastrando os alunos da Casa, os funcionários e os pais de alunos. Até o final de setembro, estaremos cadastrando as outras pessoas interessadas em usar o acervo para pesquisas e empréstimos de livros”, explicou a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Com os livros do projeto Alegria de Ler, o acervo da Biblioteca Mauá passou a contar com três mil livros. Após a inauguração, a utilização do espaço poderá ser feita nas segundas-feiras das 12h às 20h e de terça a sexta-feira, das 9h às 17h.

Catarina Maul explica ainda que os livros poderão ficar 15 dias com as pessoas cadastradas. “Vamos utilizar esse espaço para palestras, rodas de conversa e bate papo com ilustradores e autores. Reorganizamos o espaço para que os livros do projeto ficassem bem alocados. Foi um trabalho que envolveu toda a equipe da Casa da Educação e isso é muito gratificante para todos nós. Seremos pioneiros na utilização do sistema e-cidade na biblioteca. Através da informatização, apenas com o nome já saberemos em qual escola o aluno  estuda”.

Além da inauguração da Sala de leitura Antoni Callado, no dia 31 de agosto, ainda na programação da Flisi, a Casa da Educação vai ser palco, às 13h30 da apresentação do Coral “As jovens princesas de Petrópolis”, sob a regência de Rodrigo D’ávila. As 14h também vai ocorrer a abertura da exposição Quarup, baseada na obra de Antônio Callado.