Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

II Simpósio de Radiologia Mamária reúne especialistas no Hospital Santa Teresa

22/08/2017
Compartilhar:
Divulgação

Considerada a segunda causa de morte em mulheres em Petrópolis, o câncer de mama foi tema do II Simpósio de Radiologia Mamária, realizado no último sábado (19), no salão nobre do Hospital Santa Teresa (HST). A garantia ao acesso a mamografia e a outros métodos de rastreio da doença, como o ultrassom e a ressonância magnética foram os pontos abordados no evento. 

"Estudos mostram que há uma queda da mortalidade de 35% com o rastreamento. É importante que o câncer seja detectável antes de ser palpável, por isso a importância do rastreio. Quanto antes ele for descoberto maior as chances de cura", disse a radiologista Alice Matos.

Para a radiologista, o rastreamento deve começar aos 40 anos. A partir daí a mulher realiza a mamografia uma vez por ano. Outros métodos como a ultrassonografia e a ressonância também podem ser usados, nos casos em que a doença precisa ser investigada. Outro ponto abordado no simpósio é a utilização da Tomossíntese (mamografia 3D) na investigação do câncer de mama. O método ainda é pouco difundido por causa dos custos, mas é considerado mais eficaz por reduzir a quantidade de diagnósticos errados.

"Este ano tivemos a ideia de abordar vários temas, como as técnicas de rastreio, o câncer de mama masculino, as lesões papilíferas. Reunimos médicas consagradas com temas cada vez mais atuais e podemos até dizer, um pouco controversos. É a realização de um sonho e é gratificante ver o salão lotado de médicos, residentes, alunos interessados neste tema que acomete milheres de mulheres anualmente", ressaltou a organizadora do evento, a radiologista Karuline Catein.

O II Simpósio de Radiologia Mamária também contou com a participação especial da advogada e blogueira Day Sant´Anna. Ela teve câncer de mama aos 32 anos e sua experiência e vontade de ajudar pacientes que sofrem com a doença fez com que criasse o blog Viver eu Quero, que hoje já conta com 100 mil seguidores.

"Temos como missão desmistificar o câncer e levar informação com uma linguagem acessível. Quando descobri a doença foi um choque, a primeira coisa que pensei foi: vou morrer. E percebi que todas as pessoas que passam pelo mesmo que eu passei, tem o mesmo pensamento. Por isso a importância do blog, para informar e fazer com que as pessoas saibam que elas tem chances e precisam lutar", disse. "Ter a Day Sant´Anna aqui no simpósio é importantíssimo pois ela conta sua história falando sobre a vida. É uma exaltação a vida", ressaltou Karuline Catein.

O evento foi encerrado com uma apresentação de uma core biópsia (procedimento que consiste na retirada de pequenas amostras de tecido da mama para avaliação) feita pela radiologista Maria Julia Calas.

O II Simpósio de Radiologia Mamária em Petrópolis foi promovido pelas empresas Lumic, Clínica Check Up, Laboratório MLP, Bard Biopsy e GE. A Sociedade de Radiologia do Rio de Janeiro, a Sociedade Brasileira de Mastologia, a Associação Petropolitana de Pacientes Oncológicos (APPO) e Hospital Santa Teresa são os apoiadores do evento.