Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Será a burrice uma ciência?

Por: João Roberto Gullino - Honorário da APL
11/07/2017
Compartilhar:

Recebo agora uma mensagem de autoria de Donata Barros com o título acima, apontando aberrações de um país sem moral que agasalha leis esdrúxulas contra o bom senso, feitas por um legislativo que envergonharia até o devasso Marquês de Sade.

Assim, diz a nota – “Se você atravessar a fronteira da Coreia do Norte ilegalmente, será condenado a 12 anos de trabalhos forçados; se atravessar a fronteira do Irã ilegalmente, será detido sem limite de prazo; se atravessar a fronteira do Afeganistão ilegalmente, será alvejado; se atravessar a fronteira da Arábia Saudita ilegalmente, será preso; se atravessar a fronteira chinesa ilegalmente, lhe darão sumiço; se atravessar a fronteira venezuelana, será considerado um espião a serviço dos EUA e seu destino estará traçado. Se atravessar a fronteira cubana ilegalmente, será fuzilado e se atravessar a fronteira americana ilegalmente, será preso e deportado para o seu país. Mas, se você entrar por alguma fronteira do Brasil ilegalmente, receberá incontinente - um abrigo; um trabalho; uma carta de motorista ; um cartão cidadão (INSS) de Saúde; um renda de casa subsidiada pela CDHU ou empréstimo bancário para a sua compra; escolaridade gratuita; será enquadrado no sistema de cotas e excluirá um brasileiro de tais benefícios, poderá ser um representante no Parlamento, poderá votar e  concorrer a cargo público ou, até mesmo, fundar um partido político e receberá, mensalmente, bolsa-esmola. E por fim, mas não menos importante, poderá se manifestar nas ruas e até queimar a nossa bandeira. Mas, se eu quiser impedi-lo, serei considerado politicamente incorreto e serei preso e processado. Sem dúvida pode parecer irreal, mas é a mais pura das verdades. E o pior de tudo, é o povo ao fim de tudo, que paga tal conta. Ou será que é a sombra petista-socialista que turva a inteligência, o raciocínio e o bom-senso de nossos homens públicos? Por isto é que Ruy Barbosa tinha razão quando disse: "Há tantos burros mandando em homens de inteligência, que às vezes fico pensando, se a “burrice” não será uma “ciência”.

E, para complementar, lembro de mais algumas citações: - do jornalista Gilberto Dimenstein – “ O Brasil é uma multidão de espertos que, reunidos, formam uma multidão de idiotas; de George Bernard Shaw – “De que vale sentar-se alguém no trono se os outros é que mandam ?; do publicitário Carlito Maia – “Brasil, só “fraude” explica”.

jrobertogullino@ gmail.com.