Tribuna de Petrópolis

Texto A - A A +

Festival de Inverno: Criolo se apresenta hoje no Sesc Quitandinha

03/08/2017
Compartilhar:
Foto: Reprodução Internet

Está marcado para hoje (03) o show do cantor Criolo, um dos mais esperados do festival de Inverno do Sesc. Ele apresenta no Teatro do Sesc Quitandinha o show “Espiral de Ilusão”, às 21h, com canções do álbum homônimo que marca sua primeira incursão fonográfica no mundo do samba. Embora conhecido pelo seu rap cheio de crítica social, o artista sempre teve relação próxima com o gênero. O novo álbum traz dez sambas ine?ditos, nove deles autorais, compostos ao longo de toda sua carreira. Os ingressos estão esgotados.

Um dos maiores talentos do cenário alternativo da música da atualidade, o rapper Ramonzin também se apresenta hoje no Sesc Quitandinha durante o Festival Sesc de Inverno, que começou dia 28 de julho e se estende até domingo. O músico traz a Petrópolis “Circo dos motivos”, espetáculo com canções do álbum homônimo gravado em 2014, o seu primeiro disco solo. A apresentação, gratuita, acontece às 17h na Sala Dom Pedro, com capacidade para 200 pessoas.

Antes, às 14h, Ramonzin conduz a oficina “Por dentro do Rap”, na qual esclarecerá como funciona os processos de criação, gestão da obra e sua ideologia, como entretenimento em si ou ferramenta de transformação social. Nascido no Morro do Juramento, subúrbio do Rio, Ramonzin ganhou notoriedade na música brasileira em 2010, com o single “Se ela soubesse...”, que gerou forte repercussão por todo o Brasil com mais de 2 milhões de acessos e grande veiculação nas rádios.

MPB – A era dos Festivais 

Também com ingressos esgotados, o espetáculo “MPB – A Era dos Festivais” será apresentado no Café Concerto nesta quinta-feira, às 19h. Ele é estrelado pela atriz Soraya Ravenle, que celebra o repertório que marcou a geração dos anos 1960, quando o país revelou talentos como Elis Regina, Chico Buarque, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Edu Lobo e vários outros. O compositor Edu Krieger, que assina a direção musical, também participará da apresentação ao lado do sanfoneiro Marcelo Caldi. No repertório estão sucessos como “Arrastão” (Edu Lobo e Vinícius de Moraes), “A banda” (Chico Buarque), “Disparada” (Geraldo Vandré e Theo de Barros), “Ponteio” (Edu Lobo e Capinam), “Alegria, alegria” (Caetano Veloso), “Pra não dizer que não falei de flores” (Geraldo Vandré) e “Fio maravilha” (Jorge Ben Jor)

Filme e Encontro Literário 

Às 18h30, no Salão das Convenções, será exibido “Rogério Duarte - O Tropikaoslista”, documentário ainda não lançado em circuito comercial, que tem direção de José Walter Lima. O longa aborda a vida de Rogério Duarte (1939-2016), um dos nomes mais importantes da Tropicália, morto ano passado. O poeta, artista gráfico, músico, compositor e professor foi um dos primeiros a denunciar publicamente as torturas cometidas no regime militar. Durante a ditadura, a sua atuação política e seus feitos culturais mobilizaram muitos artistas e inspiraram toda uma geração. Em seguida, os poetas André Vallias e Carlos Rennó conversam com Diogo Duarte, filho de Rogério, sobre o legado do "tropikaoslista". A mediação será do poeta e editor Sérgio Cohn. Mais detalhes da programação em www.festivalsescdeinverno.com.br.